m Rádio Boa Música FM / Blog de Notícias e Streaming de áudio e vídeos: Auto estima em tempos de pandemia

play de música

câmera estúdio

câmera estúdio

Player Tv Streaming

Visitantes:

Chat On-Line (Botão Vermelho)

Fale conosco, estamos on-line!

Sharethis

Destaque

Destaque

PLYAER 2 COM VÍDEOS CLIPS - KS

Banner do whats para ligação

Siga nossa rádio.

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilha para diversas Redes Sociais

Clique no botão Flutuando do Whats e ligue ao vivo

Reprises

Galeria do Instagram

Minhas Redes Socais

Visitas

segunda-feira, 29 de junho de 2020

Auto estima em tempos de pandemia

    Por: Ana Paula Ponciano Serra


Auto estima em tempos de pandemia.


Recebi uma mensagem no meu instagram essa semana, dizendo : “como você me inspira!”, e logo pensei : “ se me visse agora, não diria isso!”. Claro nem todos os dias acordamos bem, dispostos e felizes, principalmente agora  em tempos de pandemia. Cada um tem suas dinâmicas e estão  vivenciando suas lutas diárias. E então ela seguiu na mensagem escrevendo:  “queria ser assim, como você! Me sinto tão infeliz, sem disposição, não há  beleza em mim…”, ou seja baixa auto estima. 

Para quem não sabe, tenho uma página no instagram que exalta a beleza da mulher gorda, em especial a mulher preta, que veste acima do manequim 54, que socialmente não representa padrão de beleza, sendo exclusa e muitas vezes, a obesidade  apontados como desleixo ou doente.


@curvaceouslybee             @misslionhunter              @plusdasplus


Neste contexto falar e pensar de auto  estima, em tempos de pandemia, é um processo complexo, que vai abranger vários sentimentos , e  se torna muito delicado, mas a partir da escrita da seguidora, percebi que também é um fator a ser observado e trabalhado, principalmente em pessoas com tendência ou em tratamento de depressão. Além disso a beleza está envolvida com que se pensa sobre si mesma e como se sente em relação a  referências de beleza.  

Acredite, por mais que algumas pessoas  não se  consideram  bonitas, não significa que outras pessoas não possam  admirar, liberar elogios isto é, que não passamos despercebidos, como imaginamos. 

Eu como mulher negra e gorda  jamais pensei em me ver e sentir como uma mulher bonita, já que eu mais ouvia e ainda hoje ouço: “nossa porque você não emagrece?”.  Mas além disso hoje também ouço, que pessoas se inspiram em mim.


@plusdasplus


Então aqui de pijamas ainda já passando do meio dia mas me sentindo bem, resolvi abordar este tema a partir desta  mensagem que recebi. Depois de alguns minutos conversando com ela disse: aproveite esses dias já que você está em casa, para se conhecer se embelezar provar roupas,  fazer poses se olhar de uma forma não crítica, e tentando colocar para fora, e potencializar aquilo que  acha mais bonito em você. 

Fiquei pensando nisso depois. Quanta tristeza havia naquela voz, quanta frustração e privação. 

Estamos em um momento muito difícil, devida a pandemia do novo Coronavírus. Assistimos com pesar, dia-a-dia  o número de pessoas que estão sendo contaminadas , outras perdendo suas vidas, e muitos de nós que estamos aqui lutando para enfrentar esta doença ainda enigmática, que está ceifando muitas vidas e acabamos  adoecemos de outras maneiras outras ,  e é preciso agir.

Nos reconhecer como pessoas que merecem primeiramente ser feliz, pessoas que tem muito a contribuir na vida de outras pessoas, e mais que tem a oportunidade de ressignificar, sua existência, a partir deste sentimento que muitos de nós estamos vivenciando neste momento, de mais um dia estou bem.

Aprendemos neste tempo de isolamento social, a interagir mais com as pessoas da nossa casa, de dar valor ao simples fato de ir em uma padaria tranquilamente, sem pensar em álcool em gel, máscara, e retirar o sapato antes de entrar em casa. Hoje sentimos saudades daqueles que não saiam da nossa  casa, e falo por mim, mensagens pelo celular e as videochamadas não substituem os cheiro, o toque, a textura e os sons das risadas com tapinhas  no corpo do amigo e aquele abraço e beijo de até mais. 

Então a partir desta conversa e reflexão pude perceber que as pessoas que já estavam enfrentando este processo de autoaceitação ficou pior ainda, não tem com quem falar e agora, se vê nas lives dos amigos e familiares, onde  não se sente preparada (o) a ter sua imagem printada e colocada nas redes sociais,  para que mais pessoas possam ver, e na cabeça de quem sofre com falta de autoestima, pensa que os anos passaram e que na vida dele mudou.

Como fazer para poder mudar isso? Muito amor e pensamentos positivos. Tentar mudar esta atmosfera negativa para uma de esperança e positividade , estar mais presente, ouvir mais falar menos, está disposto mesmo a motivar o outro a sair deste quadro e aproveitar a vida e que sempre há espaço para mudar e transformar aquilo que não nos agrada.

Até breve!


Siga no instagram:

@plusdasplus

@statusenfermeira


Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Um comentário:

  1. Ah, sua linda! Eu sabia que vc iria arrasar. Segue com suas intuições, lembra?

    Vc super me representa. 💞💞

    Bjus

    ResponderExcluir

Compartilhe nossas matérias e/ou artigos em suas redes sociais. Nos apoie!

Compartilhe já!