Pular para o conteúdo principal

.

.

Assista nossa Transmissão ao vivo aqui, clicando no Player. Atualize sua página se for necessário.

Audiência

.

.

Fale conosco, estamos on-line!

.


PLAYER / PROGRAMAS E VÍDEOS CLIPS - DESTAQUES

.

Tradutor

.

Pesquise aqui seus interesses.

.

Ligue ao vivo em nossa rádio e fale conosco.

Reprises

Siga nossa rádio.

Curta nossa Página no Facebook.

VAMOS INTEIRAR A RESPEITO DA RENDA BÁSICA UNIVERSAL.


VAMOS INTEIRAR A RESPEITO DA RENDA BÁSICA UNIVERSAL.

Foto: Agência Brasil
Nos últimos meses devido a covid-19, o debate a respeito de renda básica universal voltou com mais destaque, alguns  políticos e ativistas,  perceberam a necessidade de que se faça o debate com mais urgência. Entretanto é assunto de pouco conhecimento por parte da população em geral, talvez pelo fato desta ação nunca ter sido de fato concretizada, ou pelos setores da  elite que temem perder o poder de barganha nas relação entre empregador e empregado.
Antes de discorrer a respeito do assunto, vamos tentar entender de que se trata a renda básica universal. De acordo com Instituto ReCivitas “ Renda Básica é definição de projetos ou programas de transferência de renda, governamentais ou não, que provém como garantia de direito inalienável, distribuição sistemática de uma soma em dinheiro, igual, periódica, individual e predeterminada, para todos os membros de uma comunidade política, sem nenhum tipo de discriminação, segregação ou condicionalidade”.  
Desde o século XVI a ideia de renda básica universal já teria sido defendida quando a Utopia de Sir Thomas More, retratava uma sociedade em que cada cidadão recebe uma renda garantida,  anos e séculos  passaram até que a partir de meados do século XX  a ideia voltou a ser debatida principalmente no Reino Unido e nas décadas de 60 e 70 nos Estados Unidos, até mesmo o economista Milton Friedman (1912-2006) que é conhecido por ser um defensor do livre mercado e também pelas suas ideias neoliberais que ganhou destaque a partir do último quarto de século XX, defendeu a ideia do imposto negativo, que representa uma transferência de recursos, daqueles que pagam imposto de renda, para aqueles que não pagam.
Uma das consequências da pandemia será o agravamento do pobreza no mundo, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho  (OIT) a covid-19 deixou 1,6 bilhões de trabalhadores lutando para sobreviver.  Uma crise dessa magnitude exige que seja feita ações com urgência a fim de salvar vidas de bilhões de pessoas em todo o mundo.
É evidente que  estamos passando pela era da economia do conhecimento, esta não se limita a qualquer setor da economia,  mas pode transformar qualquer setor da produção.  As empresas globais lida com a economia do conhecimento de uma maneira muito habilidosa que proporciona-lhes os maiores ganhos possíveis. Para isso é necessário dividir o processo produtivo, tudo que é rotina e commodities são situadas em locais onde a força de trabalho é barata e obediente.  Economia do conhecimento de fato fica restrita ao um pequeno grupo de gestores e engenheiros.  A precarização do trabalho tem aumentado, em meio a pandemia, estamos vendo as reivindicações por parte dos entregadores  de aplicativo. Estes são sujeitos que só conseguem serem ouvidos através de greves ou paralisações, ao contrário disso o poder de barganha é mínimo entre as empresas e os entregadores, justamente por serem pessoas que estão fora do mercado formal de trabalho, ou seja, são pessoas que estão sujeitas a sofrerem as mudanças mais abruptas dentro do sistema capitalista.

Foto: Reconta aí
Geralmente, as principais críticas em relação a renda básica é de que, iria ocorrer uma diminuição da produtividade nos trabalhos em geral, aumento do valor da mão de obra, e ainda, há os que argumentam que esta renda poderia ser usada pelas pessoas para o consumo de bebidas alcoólicas e drogas, muito embora algumas pesquisas apontam resultados contrários a tais argumentos.  
A renda básica pode ser uma das maneiras que venha contribuir com estes problemas explicitados acima,  alguns pesquisadores ainda defende que a renda básica ajudaria atenuar as  desigualdade de gênero, dado que as mulheres dedicam mais tempo de suas vidas a trabalhos sociais ou em ONGs e que na maiorias da vezes não recebem por esses serviços. Embora seja um dos programas que de fato ainda não foi realizado de forma completa em qualquer lugar do mundo,  é tema no qual devemos estarmos sempre atentos e cobrando de nossos governantes explicações, pois é assunto que exige debate e aceitação da opinião pública. 

Sobre o autorMurilo Oliveira, Baiano, estudante quilombola de economia na Universidade Federal de Goiás.
Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Comentários

Compartilhe nossos artigos e matérias em suas redes sociais.

Postagens mais visitadas deste blog

Renan Kneipp, uma das apostas da música pop/R&B brasileira, acaba de lançar seu primeiro EP, '1/4'!

Fotos: Tarricone.   Novo artista da música pop brasileira, Renan Kneipp acaba de lançar seu primeiro EP, '1/4', com os singles 'Save the Little Boy' e 'Carente', além de 3 músicas novas que não vão sair da sua cabeça.   Renan Kneipp, finalmente, lançou seu primeiro EP, '1/4', que vem sendo trabalhado desde março, com o lançamento dos singles contagiantes Save the Little Boy e Carente. O projeto conta a história de uma pessoa em busca de própria identidade enquanto vive experiências marcantes e sensíveis no mundo real. Tudo isso com bastante energia e autenticidade enquanto o cantor explora combinações e ritmos diferentes. Agora, com o lançamento de '2 de janeiro', 'A Gente Se Vê' e 'Santo', o artista conclui a narrativa do projeto apresentando um novo lado seu: um lado sensível e independente com boas expectativas para um novo ciclo, enquanto celebra a jornada de seus 25 anos.  '1/4' é uma história que todos nós conseguimo

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest      E ai pessoal como vocês estão?      Eu sei que 2020 já acabou, mas como ele não foi feito só de coisa ruim resolvi conversar com vocês também sobre o Melhor filme de 2020      Eu quase quase quase vim falar sobre O Resgate ou O Poço, mas o filme do Ano vai além da ação lindamente coreografada ou da história interessante e repleta de simbologia e claro, só poderia ser um filme dirigido por um mestre que na real sim tão importante quanto Scorsese, Spielberg e esses outros monstros que são falados o tempo todo.      "Eu acho que, os Estados Unidos nos deve, nós construimos essa merda!" Pois é Norman dívida histórica é um ponto em tudo que o Brasil também nos deve, construímos e fizemos história aqui mas são os colonizadores que tem estátuas e imagina você que aqui homens e mulheres negros que estão nos livros de história são mostrados como brancos.      Sim, eu estou falando de um filme directed by Spike Lee, que fala sobre a guerra do Vietnã como você com

Papo Sobre Cinema!

Fonte: Pin.it.com    "Obrigado Chadwick pelo o que fez por nós!" Disse uma mulher Negra emocionada enquanto o abraçava em um programa de TV que colocou o ator atrás de um cartaz do filme Pantera Negra.      Que tal um papo diferente nesse fim de mês?      Vamos falar sobre representatividade, acho que vocês já estão prontos para essa conversa, se não estão geralmente é porque são Homens Héteros Cis e Brancos e nesse caso, bem, leia mesmo porque você precisa até mais que os outros consumir esse tipo de conteúdo, hahahaha...      Antes de chegarmos na Representatividade precisamos primeiro entender outras duas coisas, primeiro a 7ª arte, para fazer cinema e Tv é preciso saber que você precisa provocar reações visuais e auditivas para então criar um sentimento no seu público e tudo isso é feito de acordo com sua intenção, com os signos que você escolhe usar, a sua visão deve cativar a atenção do público e no começo era menos complexo, bora de exemplo:      Em 1896 os irm