m Rádio Boa Música FM / Blog de Notícias e Streaming de áudio e vídeos: Mercado prevê aumento para o PIB, inflação e Dólar!

Siga nossa rádio.

Slide

Sharethis

câmera estúdio

câmera estúdio

Player Tv Streaming

Visitantes:

Seja bem vindo! Chame-nos no chat.

Fale conosco, estamos on-line!

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilha para diversas Redes Sociais

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Galeria do Instagram

Minhas Redes Socais

Visitas

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Mercado prevê aumento para o PIB, inflação e Dólar!

Mercado prevê aumento para o PIB, inflação e Dólar!
 
Fonte da imagem: Pinterest


    O ano ainda não acabou e segundo o Boletim Focus (Pesquisa elaborada semanalmente pelo Banco Central junto aos principais agentes financeiros do país), da última segunda feira 26/10, o mercado elevou as suas expectativas para o PIB, Dólar e a Inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), em 2020.

    A expectativa de retração da economia passou de -5,00% para -4,81%. E o que isso quer dizer? Significa que o PIB (Produto Interno Bruto), brasileiro ira ficar 4,81% abaixo do atingido no ano anterior. O que já era esperado diante do cenário em que a Pandemia do Covid19 causou, não só no Brasil, mas no mundo.

Desde maio a previsão dos analistas dos bancos não ficava abaixo de uma contração de 5% para 2020, chegando a bater 6,6% em julho. Porém, nos últimos meses indicadores têm mostrado uma retomada da economia brasileira.

    A previsão de inflação acelerou de 2,65% para 2,99%, décima primeira alta seguida. Por um lado, temos a perda do poder de compra pela população, por outro, esse aumento indica que houve um amento na procura por produtos e serviços, indicando a retomada gradual da atividade econômica.

Apesar da elevação, a expectativa de inflação do mercado para este ano segue a baixo da meta central, de 4%, e também do piso do sistema de metas, de 2,5% para 2020. De acordo com a regra vigente, o Índice de preços ao Consumidor Amplo (IPCA), pode oscilar de 2,5% a 5,5%, sem que a meta seja descumprida. Havendo o descumprimento, o Banco Central tem que escrever uma carta pública explicando as razões.

    A previsão para o dólar é que termine 2020 cotado a R$ 5,40, o que leva a moeda norte-americana a sua terceira semana consecutiva de elevação na estimativa.

A taxa de juros para o final do ano permanece em 2%, mesmo diante da expectativa de elevação na inflação. Para 2021 a previsão passa de 2,50% para 2,75%.


Por: Tony Macêdo


Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe nossas matérias e/ou artigos em suas redes sociais. Nos apoie!

Compartilhe já!