Pular para o conteúdo principal

.

.

Assista nossa Transmissão ao vivo aqui, clicando no Player. Atualize sua página se for necessário.

Audiência

.

.

Fale conosco, estamos on-line!

.


PLAYER / PROGRAMAS E VÍDEOS CLIPS - DESTAQUES

.

Tradutor

.

Pesquise aqui seus interesses.

.

Ligue ao vivo em nossa rádio e fale conosco.

Reprises

Siga nossa rádio.

Curta nossa Página no Facebook.

Cidadãos globais apoiam gastos públicos para financiar crise do coronavírus



Cidadãos globais apoiam gastos públicos para financiar crise do coronavírus




Pessoas ao redor do mundo querem que os governos gastem mais para ajudar as economias a
 sobreviver ao coronavírus enquanto avaliam a perspectiva sombria das próprias finanças no próximo ano.

É o que revela uma pesquisa global realizada pelo YouGov que lança dúvidas sobre as expectativas de
 uma recuperação impulsionada pelo consumo em 2021.

A pesquisa, com mais de 22 mil pessoas e compartilhada exclusivamente com a Bloomberg, sinaliza que  as famílias vão cortar gastos com entretenimento, roupas e alimentos no próximo ano, antecipando custos de vida mais elevados e rendimentos mais baixos.

Com esse pano de fundo pessimista, os resultados sugerem que os consumidores ainda não estão preocupados  com os custos crescentes de uma crise que pode exigir ainda mais expansão fiscal em 2021. Governos no 
mundo todo já assumiram centenas de bilhões de dólares em dívidas para aliviar o impacto econômico do vírus.


A pesquisa, realizada entre 13 de novembro e 1º de dezembro, mostra um claro apoio a esses financiamentos.






 Entrevistados em 12 dos 15 países são a favor do aumento da dívida para ajudar a impulsionar os gastos fiscais.
 Apenas cidadãos da Polônia e do México se opõem à medida.

No geral, 50% apoiam a abordagem, em comparação com 31% que defendem manter as dívidas nacionais sob controle. 
No Reino Unido, onde um debate político já está em andamento sobre a necessidade de limitar os financiamentos,
 a margem foi ainda maior: de 57% contra 25%.



Essa preferência pela generosidade do governo reflete a preocupação das pessoas com as próprias finanças. 
Quando perguntados o que fariam com uma quantia extra equivalente à renda de um mês, apenas 14% disseram que gastariam, enquanto 59% afirmaram que economizariam ou pagariam dívidas.

Entre os países do G-7, consumidores dos EUA estavam menos dispostos a gastar. O menor resultado foi no México, onde apenas 3% disseram que gastariam.

Globalmente, consumidores parecem preparados para apertar ainda mais os cintos: apenas 18% das 
pessoas disseram que não esperavam cortar gastos no próximo ano. Entretenimento e vestuário são 
as áreas de maior risco, enquanto custos com moradia e pensões foram os itens com menor probabilidade de sofrer redução.

Esse provável corte de gastos reflete o pessimismo de consumidores sobre sua condição financeira.
 Dois terços dos entrevistados esperam que o custo de vida aumente como resultado da crise, enquanto 
as pessoas são quase quatro vezes mais propensas a dizer que isso reduziu a renda familiar em vez de aumentá-la.


Fonte: moneytimes.com.br


Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Comentários

Compartilhe nossos artigos e matérias em suas redes sociais.

Postagens mais visitadas deste blog

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest      E ai pessoal como vocês estão?      Eu sei que 2020 já acabou, mas como ele não foi feito só de coisa ruim resolvi conversar com vocês também sobre o Melhor filme de 2020      Eu quase quase quase vim falar sobre O Resgate ou O Poço, mas o filme do Ano vai além da ação lindamente coreografada ou da história interessante e repleta de simbologia e claro, só poderia ser um filme dirigido por um mestre que na real sim tão importante quanto Scorsese, Spielberg e esses outros monstros que são falados o tempo todo.      "Eu acho que, os Estados Unidos nos deve, nós construimos essa merda!" Pois é Norman dívida histórica é um ponto em tudo que o Brasil também nos deve, construímos e fizemos história aqui mas são os colonizadores que tem estátuas e imagina você que aqui homens e mulheres negros que estão nos livros de história são mostrados como brancos.      Sim, eu estou falando de um filme directed by Spike Lee, que fala sobre a guerra do Vietnã como você com

Novo programa estreia na Rádio Boa Música FM essa Quarta-Feira. 

Novo programa estreia na rádio boa música FM essa Quarta-Feira.   O programa semeando a palavra de Deus. Visa falar com toda a população do Capão redondo principalmente e adjacentes claro. Levando a palavra de Deus e alertando as pessoas da cumplicidade com ele e com nossos irmãos. Mediante a tantas dificuldades que estamos passando com a pandemia. Todo esse caos a falta de amor. Amor próprio e amor pelo próximo. Faz com que a nossa população cada vez mais seja refém do ódio, da doença, da dor, da hipocrisia, do preconceito e da materialização dos sentimentos secundários sentimento esses que acabam desunindo e em um  momento tão crítico que deveria nos unir, faz ao contrário. Através do programa Semeando a palavra de Deus, na rádio Boa Música FM, que será transmitido às 19:00, da 19 às 20:00 da quarta-feira Vamos falar com todos vocês irmãos e irmãs. Que podem nos apenas nos ouvir? Ou se quiserem nos assistir e fazer parte desse programa. Mandando mensagem através do nosso chat

Margareth Menezes homenageia Capinam

Margareth Menezes homenageia Capinam Cantora baiana participa de uma entrevista na Rádio Boa Música FM e solta a voz numa bela canção em homenagem ao eterno Capinam.             Numa recente visita à Rádio Boa Música FM, para uma entrevista, a cantora baiana Margareth Menezes fez uma homenagem ao poeta, músico brasileiro e imortal da Academia de Letras da Bahia - José Carlos Capinan. Com a música “Chão de Pedras”, lançada na Rádio Boa Música FM e que já é sucesso na programação da mesma, Margareth faz um dueto com Jair Luz. A produção ficou a cargo de Humberto Miranda, que também produz, artisticamente e musicalmente, a Casa de Show Carioca Club e o programa Rádio Boa Música FM. Além destes dois espaços, Humberto é diretor artístico do selo “Samba em Movimento” na gravadora Kuarup Produtora. Entusiasmada com a entrevista, Margareth Menezes disse que em breve retornará aos programas Rádio Boa Música FM, que por sinal é um dos programas que mais tocam as canções da cantora baia