m Rádio Boa Música FM / Blog de Notícias e Streaming de áudio e vídeos: Papo sobre Cinema!

play de música

câmera estúdio

câmera estúdio

Player Tv Streaming

Visitantes:

Seja bem vindo! Chame-nos no chat.

Fale conosco, estamos on-line!

Siga nossa rádio.

Sharethis

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilha para diversas Redes Sociais

Reprises

Galeria do Instagram

Minhas Redes Socais

Visitas

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Papo sobre Cinema!

Fonte: Pinterest


    Eae pessoas!!

    Bem, antes de mais nada tenho que avisar que nas próximas semanas minhas referências reais podem não ser tão atuais, afinal estou escrevendo esse texto e mais 5 adiantados, pois estou a bordo de um porta aviões indo encontrar outro bichão pra mostrar pra ele que me garanto é no soco "mermo" hahahaha

    "Eu cresci com ele, conheço o seu poder e se você o lê também sabe, é por isso que o queimaram depois da guerra" só aqui esse maravilhoso filme contextualiza um universo, uma razão para ser como é e o motivo da urgência do vilão pela procura de um único livro, sem contar claro os tapas na cara de religiosos radicais.

    The Book Of Eli (O livro de Eli) um filme que mexe com a religião dominante no nosso mundo e que vai entender o porquê não gerou reclamações infinitas dos Cristãos mundo a fora e vou contar viu, esse vai ser difícil de falar pouco pois esse filme tem tanto a dizer que chega a ser impossível não dar spoilers ainda bem que é um filme de 2010 hahahaha

    Denzel Washington é Eli, "Um Homem sozinho, abandonado pelo seu País" (não, péra… isso é Transformers me desculpem), um homem sozinho em um mundo pós apocalíptico com uma missão dada a ele por ninguém menos que Javé, Jeová, Adonai, Shamah, Oxalá, One abobe ALL, The Presence, etc.. Mais conhecido hoje em dia como Eu Sou ou só Deus e como sabemos ele não escolhe uma pessoa para uma missão se a pessoa não for boa, porém Eli apesar de ser bom, tem a consciência de que ele vive no mundo onde ele vive e por tanto não deixa de se dar ao luxo de sentir raiva ou medo, aproveitar as oportunidades mesmo que isso signifique trancar uma garota em uma fonte d'água após ela interpretar que ele a levaria junto ou mesmo matar quando necessário, afinal de contas o mundo dele é o mundo onde ele vive e é vivendo nesse mundo onde ele vai conseguir cumprir com sua missão.

    Acredito que brincar com essa dualidade entre preceitos e necessidades é uma das melhores sacadas aqui, junto claro com situações Bíblicas em cenas que novamente nos fazem pensar, como por exemplo "Deus é bom não é? O tempo todo!... O tempo todo não." Ou aquela cena, aquela mesmo que você amou que representa um famoso salmo, o 91 sabe, naquela hora com as balas?! Enfim o filme é repleto desses momentos bem como é repleto de puxões de orelha maravilhosos para todos os Cristãos. 

    Carnegie (Gary Oldman), em si é um desses puxões de orelha, para todas as religiões Cristãs, ele não acredita no que o livro representa, mas sim no que ele pode fazer, no poder que ele pode trazer, assim como religiosos reais a utilizam para enriquecer, para estabelecer seus preconceitos, para esconder sua pedofilia, tráfico de pessoas, abuso sexual e diversas outras podridões que estão presentes no nosso mundo por todos os lados, enfim uma arma, uma arma que engana, fere, segrega e julga.

    Mas nessa luta entre o bem e o mal(que é da terra) o mal nunca teve chance, pelo menos não no filme, pois Eli é justo, forte, superior e não dúvida em momento algum de sua Fé (assim dizem os contra-plongées hahaha)

    A surpresa neste filme na verdade fica no final, onde por mais que durante o filme todo ele tenha dado enormes indícios você não percebeu/entendeu que aquele homem era cego além claro do filme ser bem claro em dizer que no fim o livro não era o'que precisava chegar e sim o seu ensinamento, a carga realmente preciosa não era um calhamaço de papel mas sim o Homem que continha o conhecimento, e mesmo ele ainda diz que carregou e leu por tanto tempo mas esqueceu do mais importante, viver o'que aprender com o livro.

    Ah claro, o livro foi reescrito e será lido por pessoas boas e pessoas ruins novamente mas na verdade a minha teoria é de que Gary Whitta só queria nos dizer " faça mais pelo próximo do que a si mesmo" e tenha cuidado pois não, o problema não está na escrita, mas sim em quem recita.

    Antes que venham as falácias, eu sou um Gorila criado Cristão tá, mas como me disse uma vez um grande Mestre Louva Deus, grandíssimo Diácono, "Se permita pensar por si mesmo e questione pois a Bíblia é antiga e interpretativa e você só pode se considerar religioso de verdade quando aprender como Jesus a questionar os antigos"

    Obrigado Grande Raimundo.



Por: K. Kong



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe nossas matérias e/ou artigos em suas redes sociais. Nos apoie!

Compartilhe já!