m Rádio Boa Música FM / Blog de Notícias e Streaming de áudio e vídeos: Abril 2021

play de música

câmera estúdio

câmera estúdio

Player Tv Streaming

Visitantes:

Chat On-Line (Botão Vermelho)

Fale conosco, estamos on-line!

Sharethis

Destaque

Destaque

PLYAER 2 COM VÍDEOS CLIPS - KS

Pesquise aqui seus interesses.

Banner do whats para ligação

Siga nossa rádio.

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilhe nosso blog e programas ao vivo para seus amigos e familiares clicando abaixo nos botões

Compartilha para diversas Redes Sociais

Clique no botão Flutuando do Whats e ligue ao vivo

Reprises

Galeria do Instagram

Minhas Redes Socais

Visitas

OnSignal - Push Notification

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest


    "A Chloe é a pessoa mais capaz que eu conheço" sabe de nada mamãe, a menina é mais braba que o Chuck Norris, é tipo a Halle Berry, só que ela faz tudo na cadeira de rodas.

    Netflix, Netflix, às vezes você lança cada porcaria, 365 DNI não conta porque foi o auge. Se em "Esposa de Mentirinha" 2011, cocô era Devlin, na vida real fazer burrada com certeza é fazer 365 DNI, porém todavia, com tudo, tem hora que a senhorita compensa muito com filmes, como o de hoje.

    Fuja, sim esse é o nome do filme e eu poderia dizer que é simples como "Corra!" 2017, mas na verdade é um título direto como o próprio filme e livre de qualquer comparação. E apesar de parecer absurdo no começo é totalmente coerente. 

    Chloe Sherman é uma garota cadeirante e com diversas outras "complicações", o tipo de pessoa que nós privilegiados de saúde física com certeza já achamos que é incapaz de fazer qualquer coisa, fugir então, nem a pau, mas Kiera Allen e sua personagem maravilhosa calaram a boca de qualquer um, assim como muitas pessoas portadoras de necessidades especiais fazem todos os dias, mas você nem percebe.

    Chega de rasgação de seda vai, suspense não é bem meu tipo de filme, exatamente porque as coisas demoram para acontecer e você fica angustiado e o personagem principal faz cagada e aí já me deixa com raiva e eu saio pela Ilha da Caveira barbarizando tudo os bichos que tiram uma comigo, mesmo assim assisto os filmes da Halle Berry por que é a Halle Berry(Sra.Kong te amo não fica brava hahaha). 

    Mas foi simplesmente impossível ficar bravo com esse filme, Aneesh Chaganty e Sev Ohanian fizeram um roteiro sensacional e a direção de Aneesh foi precisa, o filme é rápido, tenso, mas rápido, até tem uns vacilos, mas a 1h29 de filme passa tão bem que nem deu para notar e ainda tem aquela sequência envolvendo da água e o soldador que aaaaaaahh conquistou meu coração ao mesmo tempo que me deixou muito, muito, muito tenso.

    E vamos falar rapidamente da Mamãe Diane Sherman? Amei te odiar hahahaha Sarah Paulson eu já conheço e ela geralmente, digo geralmente porque tem obras com ela que ainda não tive coragem de assistir, mas as que eu conheço ela manda muito bem, tipo aqui, ela consegue te deixar seguro, depois com dúvida, aí rapidinho fica até com dó por que com certeza ela ficou traumatizada depois do parto e aí vem vindo a raiva e então, bem vou te deixar assistir, ver o Plot e depois vir aqui comentar hahaha

     Finalizando eu digo que sim, tem umas partes que você diz "Porquê!?!?!?" tipo a parte da farmácia, do carteiro ou mesmo no hospital que magicamente parece que tá vazio e isso me deixaria irritado se eu tivesse sofrido o resto do filme todo. Filme bom me deixa feliz mesmo que seja tenso, e esse aqui é um filme bom, aliás mais um filme bom que se não fosse a senhora minha esposa, certeza que eu demoraria um tempo para ver.

   Não tenham preconceitos, cinematográficamente falando também, ah e escutem suas esposas, elas entendem de suspense.



Por: K. Kong



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Faces



Faces


Ao desnudar-se em amor.../ A boca pintada se lançava./ Ao encarar-se em ardor/ O calor que a amaciava./ O beijo que a laçou.../ Permitiu-a se lançar./ A ternura que a afagou/ Envolveu-a ao abraçar./ O encanto ali bastou./ No instante crucial./ O lábio feliz beijou./ De forma superficial.


Lábios Banco de imagens de fotos. 411.013 Lábios imagens e fotos Royalty  Free disponíveis de milhares de fotógrafos.

sexta-feira, 23 de abril de 2021

COMO AS EMOÇÕES IMPACTAM NOSSA VIDA FINANCEIRA!

Foto: the health culture


    Se você não pode controlar suas emoções, também não pode controlar seu dinheiro”. Essa frase é creditada a um dos maiores e mais famosos investidores do mundo chamado Warren Buffet, e diz muito a respeito sobre a maneira como nos relacionamos com dinheiro e isso desde tenra idade. Como? Já te explico!

    Que nosso país vive desde sempre um caos econômico não é novidade nenhuma. Todavia, a maneira como fomos educados no seio do lar com relação ao dinheiro pode refletir na vida adulta a mesma dificuldade financeira que nossos pais tiveram no passado (ou não).

    A grande maioria, quando criança, já ouviu o pai ou mãe dizer “na volta, eu compro”, ou “dinheiro não dá em árvore”, ou “não tenho dinheiro” etc. Ora, o que estamos ensinando as nossas crianças usando essas frases tão faladas no senso comum senão somente que o dinheiro - e não a falta dele – é um problema?

    Ao problematizar a situação entendam que, o que comanda nossas decisões são nossas crenças, nossas emoções, nossa forma de pensar, nossa mentalidade e o dinheiro neste caso é só um reflexo disso. E, de novo, o problema não está na falta de dinheiro, mas na maneira como lidamos com ele, pois, se acreditamos que ganhando um aumento no salário melhorará sua situação sinto, choro e lamento dizer que isso só o fará gastar mais em vez de controlar-se financeiramente, pois a ideia que se tem nesta hora é o de que agora, com um poder aquisitivo maior, se pode gastar mais sem sequer perceber que estará se endividando ainda mais visto não termos sido educados para reserva, mas para o consumo.

  Vemos então o dinheiro como um vilão que precisa ser consumido o mais rápido possível, pois as crenças limitantes que carregamos dentro de nós nos fazem crer que o “dinheiro é sujo” ou que, biblicamente falando, o de que “o dinheiro é a raiz de todos os males”. Isso faz com que repudiemos o dinheiro e esse sentimento traz consigo uma espécie de culpa quer por portarmos dinheiro na carteira que em mãos; causa-nos uma espécie de “nojo” inconsciente por causa dos traumas psicológicos que carregamos desde infância. Ah! Então quer dizer que os culpados são nossos pais? Também, mas não somente. Também os pais deles, os pais dos pais deles etc. Ou seja, isso tem a ver com a chamada transgeracionalidade psíquica e pode ir muito além, a qual a epigenética explica. Já comentei sobre em um texto anterior¹.

    Ah, mas a culpa também é do governo – dirão alguns! Sim, eu concordo. Entretanto, como forma de se eximir desta culpa, amparado pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o próprio governo criou uma disciplina transversal chamada Educação Financeira. Neste caso, isso faz de você o maior responsável por sua má condição financeira, não é mesmo? Bem, quase ninguém [além dos professores] sabe disso. O que isso significa de fato? Nada. E, antes que fique afoitos, eu explico: não quer dizer nada, pois, por se tratar de uma disciplina transversal ela não é uma disciplina obrigatória devendo ser comentada vez ou outra somente. Isto é, quando o professor tiver tempo para falar sobre o assunto dentre muitas outras a serem aplicadas já da disciplina regular e, em se tratando de uma questão transgeracional, ainda que estes tais professores tenham visto essa disciplina na faculdade. Ainda assim, ela é transmitido de modo muito superficial e deficiente, e como já dito, dificilmente eles (professores) aprenderam sobre educação financeira dentro de casa com seus pais, e seus pais dos pais deles etc., bem como você também não. Então, antes de culpá-los, assuma sua parcela de culpa também. Sendo assim, o que ensinar senão as mesmas crenças limitantes de outrora?

    Por essas e outras é que devemos cada vez mais esperar cada vez menos, quer seja por parte do governo ou por qualquer outro agente facilitador que o tornará dependente deste processo. O ideal é ir atrás sem procurar depender de ninguém, pois, sempre que algo dá errado em nossa vida, principalmente na área financeira, tendemos a culpabilizar nossos pais dizendo “bem que meus pais podiam ser ricos” sendo que nem eles mesmos receberam uma educação para reserva que os fizessem poupar para prosperar financeiramente.

   Longe de ser meritocrático, apesar de o discurso fazer parecer sê-lo, caso os “exquerdistas” de plantão questionem o texto, os desafio os a realizarem uma pesquisa rápida sobre quantos filhos possuem aqueles que vivem as margens da sociedade mesmo com todos os métodos contraceptivos distribuídos GRATUITAMENTE da parte do governo no nosso queridíssimo Sistema Único de Saúde (SUS)² visto que, de acordo pesquisa realizada pelo Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA) os 20% mais pobres aparecem como os que têm mais filhos.

    A solução como vimos no início do texto, primeiro está na mudança de mentalidade visto ser uma questão transgeracional/epigenética; segundo, na mudança de comportamento, pondo fim não apenas ao romantismo maternal que torna as mulheres brasileiras verdadeiras “Maria chocadeiras”, mas também o fato de se organizar financeiramente expectando melhores condições financeiras para criação da criança e cuidados futuros, bem como educação, vestimentas, alimentação etc.; e, em terceiro lugar, tornar-se auto-suficiente, isto é, autodidata e autônomo sem procurar depender do pai, da mãe, do professor ou do governo para realizar qualquer que sejam seus objetivos visto os modelos que recebemos por espelhamento* serem fracos e deficientes.

    Eu sei que peguei pesado, mas não dá para continuar fingindo que está tudo bem uma vez que, após as reformas realizadas pelo governo anterior de Michel Temer (ex-PMDB) e do atual Jair Bolsonaro (sem partido) – e, ao citá-los, não excluo a “ex-querda deste processo, pois é algo que já estava no papel e pronto para ser posto em prática mesmo se a ex-presidenta Dilma (PT) se mantivesse no governo e além com a entrada de um novo candidato “exquerdista” para perpetuação partidária – e populista, diga-se de passagem -.

    Eu, por razões óbvias – e estou no meu direito – detesto religião, porque ela tira dinheiro de gente pobre e ignorante por meio de ofertas e dízimos, sendo que este dinheiro poderia estar sendo aplicado nalgum Fundo de Investimento, no Tesouro Direto, no CDB e tantos outros tipos de investimentos que não o bolso do pastor para o próprio pastor ou a caderneta de poupança que rende nada menos do que míseros 1,75% a.a., para garantir o financiamento de uma casa/apartamento, para mensalidade da faculdade dos filhos ou mesmo para uma melhor aposentadoria. Entretanto, mesmo sendo contra, respeito o direito daqueles que engordam a conta bancária dos pastores e os veem andando, muitas vezes, com carros de luxo pra cima e pra baixo e se alimentando bem, enquanto o pobre coitado do fiel pega ônibus lotado, se aperta para colocar o mínimo dentro de casa e, se encontrando em momento de dificuldade - o que não é nada difícil - recebe por parte do “homem de Deus” apenas uma oração para confortar o coração contrito e faminto.

    Eu, por razões óbvias – e estou no meu direito – detesto religião, porque ela tira dinheiro de gente pobre e ignorante por meio de ofertas e dízimos, sendo que este dinheiro poderia estar sendo aplicado nalgum Fundo de Investimento, no Tesouro Direto, no CDB e tantos outros tipos de investimentos que não o bolso do pastor para o próprio pastor ou a caderneta de poupança que rende nada menos do que míseros 1,75% a.a., para garantir o financiamento de uma casa/apartamento, para mensalidade da faculdade dos filhos ou mesmo para uma melhor aposentadoria. Entretanto, mesmo sendo contra, respeito o direito daqueles que engordam a conta bancária dos pastores e os veem andando, muitas vezes, com carros de luxo pra cima e pra baixo e se alimentando bem, enquanto o pobre coitado do fiel pega ônibus lotado, se aperta para colocar o mínimo dentro de casa e, se encontrando em momento de dificuldade - o que não é nada difícil - recebe por parte do “homem de Deus” apenas uma oração para confortar o coração contrito e faminto.



Por: Hélio Fernandes



- Artigo| “Preto e dinheiro são palavras rivais?” O que a epigenética tem a dizer sobre isso?¹ Link: https://www.radioboamusicafm.com/2021/04/preto-e-dinheiro-sao-palavras-rivais.html

- SUS²: Sim, queridíssimo. Protejam-no.

- Espelhamento*: capacidade que a pessoa tem de espelhar apenas um aspecto do comportamento da outra pessoa. 



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Greg BBX sonha com a “Maldosa” em novo clipe psicodélico!

Foto: Divulgação



    Segundo lançamento de nova fase do cantor já está disponível em todos aplicativos de música.

    Em mais um passo em direção ao seu primeiro álbum, intitulado “Sonho”, Greg BBX disponibiliza seu mais novo single, “Maldosa”. Depois de “Some”, o cantor segue trazendo Easter Eggs em um clipe nebuloso e psicodélico que representa a letra e melodia envolvente.

    Composta pelo próprio cantor em parceria com Luccas Carlos, Junior Lord e Douglas Moda, “Maldosa” conta a história de um romance entre uma mulher empoderada, sexy, que envolve o cantor “raro, flow de jogador invocado”. A melodia envolvente que une elementos do rap e do pop foi produzida pelo coautor da música, Douglas Moda da We4Music, que já trabalhou com nomes como Luísa Sonza, Anitta, Thiaguinho, Vitão e Luccas Carlos, entre outros.

    O clipe segue a mesma estética de “Some”, primeiro single lançado nesta nova era. Com uma energia nebulosa e apostando no psicodelismo, Greg BBX prova de um drink misterioso e começa a sonhar com uma mulher. Entre takes com os amigos e imagens da “Maldosa”, o público fica em dúvida do que é real e do que é fictício, até que no final é surpreendido.

“Maldosa conta a história de uma mina, mas desta vez de forma um pouco mais sensual, apimentada. E por que chamei ela de maldosa? Porque ela sabe o poder que ela tem, que quando chega na festa ela para tudo e provoca com seu jeito. Então eu acho que muitas meninas vão se identificar com esse som que é muito dançante, quando fiz, já imaginei a galera curtindo e dançando muito”, explica Greg BBX.

“O clipe é uma continuação da estética visual que vai chegar até o álbum Sonho. A gente usou as bikes para lembrar meu lado urban, a bebida maldosa que é muito maneira e toda vez que bebo ela eu vejo a menina maldosa, como se fosse um sonho causado pela bebida. E depois que eu termino de dar rolê com os amigos, vou até um bar e dou de cara com a mina que estava no sonho, uma sacada muito legal. Espero que o pessoal curta muito, dance na vibe do som”, completa o cantor.

    Assim como “Some”, “Maldosa” fará parte do primeiro álbum da carreira de Greg BBX, o “Sonho”, programado para chegar a todos aplicativos de música, ainda neste ano.



Texto: Gabriela Gimenes.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Os sertanejos Juan Marcus & Vinícius são os únicos representantes do ritmo no projeto “Alerta Experimente”, do Multishow e Canal Bis!

Foto: Divulgação


    No dia 22 de março, estreou o “Alerta Experimente”, projeto do Multishow e o Canal BIS que busca contribuir com uma renovação artística, no cenário nacional, mapeando novos talentos, acelerando apostas e promovendo a nova geração da música brasileira. A dupla Juan Marcus & Vinícius foi a representante do gênero sertanejo nesta edição.

“Estamos felizes demais com tudo isso. Para nós, é mais uma certeza de que estamos no caminho certo”, Juan Marcus. “Estamos ansiosos para poder mostrar mais do nosso trabalho para o país inteiro”, completou Vinicius.

    O projeto anual é fruto de um levantamento que envolve curadoria musical dos canais e inteligência de dados. A iniciativa seleciona artistas em ascensão para serem acelerados de março a dezembro, nas plataformas dos canais Multishow e Bis. Ao longo do ano, os artistas acelerados vão marcar presença nas diferentes plataformas dos canais, da TV ao digital. Para dar início ao projeto, o lançamento contará com a exibição de vídeos dos artistas acelerados no “TVZ - Temporada Ferrugem” e serão veiculadas chamadas institucionais na TV. Já no digital, cada artista contará um pouco mais sobre a sua trajetória em uma série de vídeos que serão disponibilizados ao longo da semana.

“Estamos muito felizes com a participação do Juan Marcus e Vinícius no projeto “Alerta Experimente”, do Multishow e do Canal Bis. A Universal Music sempre apostou no talento desses dois artistas. Agora, eles terão mais uma grande oportunidade e visibilidade para mostrar suas canções para todo o país”, disse Paulo Lima, presidente da Universal Music Brasil.

 Em 2020, a dupla lançou o EP “Volta Marcada” (https://umusicbrazil.lnk.to/VoltaMarcadaPR), que conta com um repertório de sete faixas, sendo quatro delas inéditas. O destaque do novo trabalho é a faixa-título do projeto. O single “Volta marcada” (https://umusicbrazil.lnk.to/JMVVoltaMarcadaPR) conta com a participação especial da cantora Lauana Prado, que também marca presença ao lado da dupla no clipe oficial. Assista agora: https://youtu.be/Ef0RlAr3aqg .

    Naturais de São Sebastião (DF) e radicados em Goiânia (GO), capital nacional do sertanejo, Juan Marcus & Vinícius já contaram com várias participações especiais em seus projetos, como Dilsinho, Zé Neto e Cristiano, Felipe Araújo, Simone e Simaria, Lauana Prado e outros. A dupla é a nova aposta do gênero e promete trazer novos hits para embalar a sofrência, em todo território nacional.



Texto: Gabriela Gimenes.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest


    "Mais Negros foram mortos querendo se divertir do que Deus consegue contar" dos anos 20 até agora? o Céu deve de ser a maior comunidade Negra de todas, porque tá osso.

    Ma Rainey's Black Bottom (A Suprema Voz do Blues), filme baseado na peça de mesmo nome, dirigido por George C. Wolfe, e com ninguém menos que o saudoso Chadwick Boseman e a grandiosa Viola Davis. Possivelmente ganhador do Oscar de melhor ator desse ano, vocês vão ver.

    Embora eu tenha feito a afirmação acima quero já me desculpar com todos, pois não consegui ver todos indicados desse ano e por isso não falei sobre todos os filmes. Morando no Brasil fica difícil pagar tanto Streaming diferente, eu tô quase voltando para Ilha da caveira sabe, afinal aqui até ler livro vai ficar caro porque alguns babacas engravatados resolveram dar a desculpa que só rico lê.

    Um filme que te conta a grande parte do enredo nos primeiros 20 min, mas você com certeza não se ligou, mas vai falar que já sabia igualzinho falou quando assistiu "O Sexto Sentido" de 1999 ou porque leu esse texto antes de assistir, enfim é fantástico como o filme usa objetos de cena, como sapatos e portas, para nós dar dicas e faz de uma forma que te deixa até agoniado, mesmo sem você entender de primeira qual o significado daquela atenção toda, como por exemplo a porta, eu não sabia se queria que o Levee (Chadwick Boseman), abrisse logo aquela porcaria ou se ela ficasse logo trancada porque eu sentia que tinha alguma coisa ruim lá ao mesmo tempo que fiquei extremamente curioso. E o trelele entre Levee e Dussie Mae?( cara tu tá querendo a mulher da sua chefe oh Deus!)

    O filme trás uma tensão geral que posso dizer que é estranha, os personagens brigam o tempo todo ao mesmo tempo que estão brincando, as emoções mudam tão rápido que quando Ma Rainey (Viola Davis), tem um debate direto com um policial Branco você por alguns segundos até não entende e depois lembra que estamos falando dos anos 20, ela é Negra, rica e está no Norte dos EUA, não que isso signifique que hoje em dia é muito diferente, mas cara é uma artista Negra (aí você se lembra que gente branca lá muitas vezes não sabe nem quem são as pessoas na música Niggas in Paris) 

   Gostei muito do Toledo (Glynn Turman), ele é o mais velho e por tanto a maior das vítimas das gracinhas e mesmo assim ele se preocupa com Levee, ele tanto é mais legal que tem um espaço para contar sua história e olha que ele tinha tudo para nem ter falas. Já adianto, moças não façam isso que a mulher dele fez não, é tristão e hoje em dia dá para ter um relacionamento inter religioso, claro que se os dois lados estiverem realmente dispostos.

    Bom eu não vou falar muito do Levee não, indicação para melhor ator já diz tudo hahaha. "Que cara insuportável" foi meu primeiro pensamento assim que o filme começou, depois eu me arrependo do meu pensamento ao mesmo tempo que fiquei muito preocupado com fim que ele poderia ter, eu pensei igualzinho o resto da banda, falando que ia dar merda, mas torcendo para não dar e aí caramba tá difícil de não dar spoiler aqui hahahaha Enfim quando ele chega ao fundo do poço figurativa e literalmente eu só pude pensar "A merda tá feita, não vai ter volta"

   Enfim, A Suprema Voz do Blues é um filme que não fala da cantora e ela nem mesmo é protagonista e isso talvez seja porque não é a voz dela que o título se refere, mas não vou dizer minha conclusão, assistam e comentem aqui pra eu saber o que concluíram. Não é um filme leve, afinal falar do Negro sem mostrar o Negro é impossível, até a Disney não teve para onde fugir, se você é do tipo que não gosta de filmes com foco no diálogo e principalmente que usam quase que um cenário só, repense seu preconceito eu sei que você amou "Jogos Mortais" de 2004 (só eu no mundo todo que achei só legal.), Se você é Cristão e não aceita críticas, bem, tenta estudar um pouco mais de História assim e procura de verdade ser um pouco mais flexível vai, não custa nada, as religiões Afro sofrem ataques de verdade todos os diasi.

    Vem Oscar eles merecem(eu acho né, tenho que ver os outros indicados ainda hahaha)



Por: K. Kong



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

LP




LP


O chiado do disco

Trazia

As mágoas 

Ressentidas




Fotos de Lps, imagens de Lps | Baixar imagem sem royalties no Depositphotos

quarta-feira, 14 de abril de 2021

Passos




Passos


Refazer passos

Dados

Em busca

Do eu escondido.


Passos humanos imagem de stock. Imagem de areia, andar - 35548871

domingo, 11 de abril de 2021

O YouTuber AD Junior fala sobre racismo em sua página do Facebook e arrasta mutidões.


O YouTuber AD Junior fala sobre racismo em sua página do Facebook e arrasta mutidões.


Sobre nós impõe-se o mais odioso dos silêncios. Tão poderoso que não se quebra a qualquer fala. 






A colonização é uma espécie de transplante de língua, de alma, de consciência que precisa passar por vários níveis de tortura, lobotomização. O homem negro foi calando em si. Calando o desvario de não ser gente, mesmo sabendo-se gente. Você é coisa que trabalha. 

Você é coisa que trepa. Você é coisa descartável. A luta interna de saber-se gente, num mundo que lhe trata sempre como coisa. Mesmo vivendo sob o mais alto dos perigos, seja homem não tenha medo. 

E vamos nós ocupando os trabalhos mais perigosos. Perdendo a sanidade e enlouquecendo. Nos matando mais que a todos. Sendo enclausurados em manicômios, ou presídios. Nos entorpecendo. Eles precisam nos quebrar. Somos a primeira linha de reação de qualquer povo em guerra. 

Precisam nos quebrar e pra isso usarão a nós mesmos. Pois eles são fracos. Não podem nos quebrar. Quantos silêncios esquartejaram nossa alma de gente. Nossos filhos sendo tratados como objetos, nossos amores sendo vendidos, torturados. Nossa carne ao sol sagrando chicote, sangrando trabalho por um fruto que só quando veneno temos o direito de comer. O silencio do trabalho humilhante. 

Da castração constante. Do desemprego. Não reclame! Seja homem! Seja homem menino de 10 anos com radio na mão. Seja homem senhor de 70 que revira lixo. Seja homem jovem condenado sem advogado, sem prova. Seja homem e atira. Seja homem e seja atingido. 

Seja homem mesmo que por silêncios e coisificaçao seu coração continua porque de carne e osso explodindo no peito. Não é a toa que morremos tanto de coração e câncer de próstata. Próstata. Prostado. 

Coração. Habituados com nosso silêncios quando começarmos a falar sobre o que cala em nós dirao: "seja homem aguente mais um pouco calado. Quem te autorizou a falar macho?", ou seremos fuzilados em praça pública por outros como nós, quando o nosso silêncio só tiver como meio de saída a loucura.

Jonathan Raymundo

Sigam @Raymundojonathan no insta.

sexta-feira, 9 de abril de 2021

Contando com a participação do Black Eyes Peas, Static & Ben El apresentam a inédita “Shake Your Boom Boom”!

Foto: Divulgação



    Static & Ben El se unem com o Black Eyed Peas para o lançamento da inédita “Shake Ya Boom Boom”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/ShakeYaBoomBoomPR . O videoclipe também já pode ser visto. Acesse: https://youtu.be/j6Jtdv6xdpU .

   A assinatura do BEP nesta faixa, que foi produzida por will.i.am, adiciona a esta nova sensação musical um toque especial, que realmente leva Static & Ben El para outra galáxia! “Shake Ya Boom Boom” dá seguimento ao lançamento de “Further Up (Na Na Na Na Na)” (https://umusicbrazil.lnk.to/FurtherUpPR).

    A faixa, disponibilizada, traz a participação do astro Pitbull e já acumula mais de 18 milhões de streams somente no Spotify. Seu videoclipe oficial supera 37 milhões de views no YouTube. Assista agora: https://youtu.be/K3BQmbeXPok .

    Static & Ben El são a dupla israelense nº 1 do mundo, líderes do pop dance de Israel. Hoje, ao lado de lendas como o Black Eyed Peas, eles criaram a fórmula perfeita para o sucesso.



Texto: Luciana Bastos.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Greg BBX sonha com a “Maldosa” em novo clipe psicodélico!

Foto: Divulgação



   Segundo lançamento de nova fase do cantor já está disponível em todos aplicativos de música.

  Em mais um passo em direção ao seu primeiro álbum, intitulado “Sonho”, Greg BBX disponibiliza seu mais novo single, “Maldosa”. Depois de “Some”, o cantor segue trazendo Easter Eggs em um clipe nebuloso e psicodélico que representa a letra e melodia envolvente.

  Composta pelo próprio cantor em parceria com Luccas Carlos, Junior Lord e Douglas Moda, “Maldosa” conta a história de um romance entre uma mulher empoderada, sexy, que envolve o cantor “raro, flow de jogador invocado”. A melodia envolvente que une elementos do rap e do pop foi produzida pelo coautor da música, Douglas Moda da We4Music, que já trabalhou com nomes como Luísa Sonza, Anitta, Thiaguinho, Vitão e Luccas Carlos, entre outros.

    O clipe segue a mesma estética de “Some”, primeiro single lançado nesta nova era. Com uma energia nebulosa e apostando no psicodelismo, Greg BBX prova de um drink misterioso e começa a sonhar com uma mulher. Entre takes com os amigos e imagens da “Maldosa”, o público fica em dúvida do que é real e do que é fictício, até que no final é surpreendido.

“Maldosa conta a história de uma mina, mas desta vez de forma um pouco mais sensual, apimentada. E por que chamei ela de maldosa? Porque ela sabe o poder que ela tem, que quando chega na festa ela para tudo e provoca com seu jeito. Então eu acho que muitas meninas vão se identificar com esse som que é muito dançante, quando fiz, já imaginei a galera curtindo e dançando muito”, explica Greg BBX.

“O clipe é uma continuação da estética visual que vai chegar até o álbum Sonho. A gente usou as bikes para lembrar meu lado urban, a bebida maldosa que é muito maneira e toda vez que bebo ela eu vejo a menina maldosa, como se fosse um sonho causado pela bebida. E depois que eu termino de dar rolê com os amigos, vou até um bar e dou de cara com a mina que estava no sonho, uma sacada muito legal. Espero que o pessoal curta muito, dance na vibe do som”, completa o cantor.

    Assim como “Some”, “Maldosa” fará parte do primeiro álbum da carreira de Greg BBX, o “Sonho”, programado para chegar a todos aplicativos de música ainda neste ano.



Texto: Gabriela Gimenes.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest


Express yourself
Express yourself
Oh, do it, oh, do it
Do it to it, go on and do it
Yo, do it, give
Express yourself
Express yourself
Do it, oh Lord
Do it, yeah
Express yourself
Express yourself
Express yourself

    Não existe uma outra forma melhor de começar esse texto de hoje se não com esse refrão da música Express Yourself - N.W.A sampleado da música de mesmo nome de Charles Wright.

    Sabe hoje eu estava pronto para falar com vocês sobre um filme, inclusive Brasileiro, em um texto super descontraído, mas algumas situações no nosso País simplesmente não podem ser ignoradas e então como um raio a Netflix Jogou na minha cara esse filme, que que na verdade eu já tinha assistido lá em 2015, mas caiu como uma luva para essa semana.

    Straight Outta Compton, dirigido F. Gary Gray ( filmes bons nesse currículo em). O filme conta a História do grupo de Rap N.W.A de 1988 e sim, com toda certeza, deve deixar de mostrar algumas coisas, atitudes reprováveis e etc, mas isso sempre acontece quando a História de alguém é contada no cinema, seja no roteiro, nas filmagens, na pós produção ou na veiculação, como aconteceu por exemplo com o filme Tim Maia de 2014, quando exibido na TV e deve uma certa parte envolvendo um certo Rei cortada, mas no caso do nosso filme de hoje, isso tá mais para uma escolha narrativa, a final de contas é um filme de um grupo negro Americano e qualquer coisa pode ser colocada como mais importante do que o que realmente importa.

   Introduzidos? Legal, então bora lá… É muito bom a forma com que os principais acontecimentos e símbolos são tratados e inseridos de forma natural no filme "Ah!! Mas isso é porque é uma História real", Noop, não é porque uma História é real que ela é bem adaptada, o diretor poderia ter escolhido colocar por exemplo Jerry Heller como um Branco safado aproveitador de Negros só, simples e tchau, mas não, Jerry Heller foi retratado como um Empresário que sacaneou um grupo e poderia ter sacaneado até o um dos grupos mais branquelos que conheço, o Backstreet Boys, claro que em 1988 ele pode ter pensado que era mais fácil sacanear o Grupo talentoso de negros, afinal eles eram de Compton, e quem leu aqui e depois foi assistir Boiz in da Hood, entendeu oque eu quis dizer.

    Mas um Empresário ladrão não é o pior dos problemas aqui, mas sim os verdadeiros vilões, a Policia e a Sociedade.

    Quando eu era pequeno eu amava Beverly Hills Cop (Um tira da pesada, 1984), eu queria ser Axel Foley, assim como eu admirava um policial do mundo real, porém não demorou muito para minha opinião sobre ser um policial mudar, ainda amo o Detetive Foley, assim como o policial em questão, peço até desculpas aos bons policiais, mas a verdade é que ainda nos anos 90 eu descobri que Polícia é o um dos poucos vilões que eu não tinha a mínima vontade de ser.

    O filme mostra inclusive a diferença de linguagem que é utilizada quando a palavra é dirigida a Negros ou a Brancos e não adianta dizer que isso era em 88 pois não faz muito tempo uma comerciante Branca no Sul do nosso País foi brutalmente atacada por um agressor de farda dentro do seu estabelecimento, por reclamar da forma com que os policiais estavam abordando outro rapaz e esse ato foi considerado como ok pela polícia, imagina oque aconteceria se fosse uma mulher negra?

    Considerados a escória dentre os artistas pela mídia e presos pelo simples ato de se expressarem.

  Liberdade de expressão é o assunto da música no começo do texto né, pois bem N.W.A (Niggaz Wit Attitudes), o nome do grupo sozinho já é um movimento, pois atitude é tudo aquilo que a sociedade tenta tirar do nosso povo e através do Rap eles e muitos outros Rappers ergueram sua voz e mostraram ao povo que os tempos estavam mudando e nós teríamos nossa voz cada vez mais impossível de ser calada.

    Mas claro que assim como hoje ainda tem político querendo processar pessoas por falar a verdade, imagina nos anos 80 o que aconteceu com um grupo de Jovens Negros, Rappers, que tiveram a audácia de dizer coisa como:

Fuck the police, fuck-,
fuckFuck the police, fuck-, fuck
Fuck the police, fuck the-, fuck the
Fuck the police

Yeah, man, what you need?
Police, open now (Aww, shit)
We have a warrant for Eazy-E's arrest
Get down and put your hands right where I can see 'em!

Man, what the fuck did I do?
Man, what did I do?
Just shut the fuck up and get your motherfucking ass on the floor!

    Straight Outta Compton não se resume só a isso, temos claro as Gangs, drogas, armas a afirmação de que apesar de sermos vinculados sempre a essas coisas, não temos condições para financiá-las, HIV, o caso Rodney King e um maravilhos close nas bandanas vermelha e azul amarradas, mostrando que ali não importava gangues só importava que um Negro foi morto só por ser Negro e Sabemos disso e muito mais. Ah, temos Ice Cube e o bastão de baseball.

    É um ótimo filme sobre um ótimo grupo que era na época visto da mesma forma que o Funk hoje é visto.

    Queria só finalizar dizendo que até pouco tempo atrás eu não lembrava o motivo pelo qual eu gostava tanto deles, mas o motivo é simples, eles são maus, eles sempre tiveram a coragem de dizer o que tinha que ser dito, de dizer que estamos aqui e nossa voz não pode ser calada.

       Que o mau nesse caso é bom, porque se você oprime alguém uma hora ele vai reagir de alguma forma e o Rap é uma dessas formas.

   Respeitem nossa cultura, nossas músicas, nossos cabelos, nossa voz e nossa ancestralidade, não seremos calados nunca mais.



Por: K. Kong



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

David Bisbal e Carrie Underwood se unem para o lançamento da faixa e videoclipe de “Tears of Gold”!

Foto: Divulgação



   Dois dos artistas mais inovadores e bem-sucedidos, mundialmente, em suas carreiras, David Bisbal e Carrie Underwood, unem suas vozes e talentos pela primeira vez em “Tears of Gold”, uma canção com sons épicos que adicionam uma nova dimensão à atuação dos dois. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/TearsOfGoldPR .

    O single foi produzido por Mauricio Rengifo e Andrés Torres e é uma composição de Paul Harris (Kylie Minogue), MaP Schwartz (Yungblud, Halsey), Cameron Forbes (Tyga, Cher Llloyd). O videoclipe oficial da canção é emocionante, foi filmado em Los Angeles e dirigido pelo premiado produtor Alexis Morante. Assista aqui: https://youtu.be/o6teH-xJn5o .

"Estou muito orgulhoso de nossa colaboração. O vídeo gravado em Los Angeles foi muito especial porque amo Carrie e realmente admiro sua coragem. Ela demonstrou profunda admiração pela língua espanhola com sua voz poderosa e estou muito honrado em colaborar com ela em sua primeira música bilíngue. Espero que gostem da mistura de country e pop em 'Tears of Gold' tanto quanto nós”, disse David Bisbal.

    David Bisbal tinha uma música com uma melodia linda e letras incríveis e estava em busca da voz perfeita. Desde o início, ele pensou em Carrie Underwood como a pessoa ideal. David e Carrie têm em comum o amor por suas carreiras, suas famílias e têm a mesma afinidade por esportes. Até seus principais fãs, embora sejam muito distantes, compartilham perfis semelhantes para ambos. Cantar juntos tem sido uma experiência maravilhosa e os dois estão ansiosos para se encontrarem no palco.



Texto: Luciana Bastos.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

DJ Camilla Brunetta divulga nova versão do hit “Brazilian Soul”, em homenagem ao Rio de Janeiro!

Foto: Divulgação



   Artista dá o tom carioca ao single do duo The Knocks, que chega com uma pegada mais alegre e potente, em uma mistura de funk com bossa nova.

  Nascida e criada no Rio de Janeiro, a DJ Camilla Brunetta não mede esforços para homenagear suas raízes. A artista divulgou um remix do hit “Brazilian Soul”, do duo The Knocks, que chega às plataformas de música em uma versão mais potente e alegre. Com referências que transitam entre o funk e a tradicional bossa nova, o single ganha o tom carioca e criativo, característico das produções da DJ.

“É uma música importante pra mim; ela marcou uma viagem que fiz recentemente e tem um significado enorme na minha vida, por isso escolhi como uma singela homenagem ao Rio de Janeiro e também à mulher brasileira, já que estamos no mês das mulheres. Acredito que a vibe do funk com drum & bass deixaram ela ainda mais especial, espero que todos que ouvirem possam sentir”, conta Camilla Brunetta.

    Este é o primeiro lançamento da artista em 2021, que promete ainda mais novidades para este ano.

    Acompanhe Camilla Brunetta:

Spotify: Camilla Brunetta.



Por: Redação.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Curva de rio



Curva de rio


As águas que banham o rio/ Se fizeram transbordar./ Através de ecos bravios/ Me impulsionei a voltar./ No meio do caos vazio/ Me peguei a repensar.../ Vela acesa sem pavio/ Desaguando sem represar./ De peito aberto no frio/ As estrelas fico à contemplar./ No céu, um anjo sorriu./ Fico aqui à suspirar.


Malibu Studios lança "Onde Você Mora", novo single em colaboração com Vitão, Ferrugem e Gaab!

Fotos: Felipe Braga Vasconcellos



    O projeto já está disponível nas plataformas digitais.

    Chegou às plataformas digitais, "Onde Você Mora", mais uma parceria de sucesso nascida no Malibu Studios, com produção de Keviin, em colaboração com Vitão, Ferrugem e Gaab. Com o objetivo de reunir grandes artistas do cenário nacional para colaborações inéditas, o Malibu Studios acumula grandes sucessos com participações de nomes como Melim, Luccas Carlos, Sandra de Sá, Delacruz, 3030, Dilsinho, Cynthia Luz, Luíza Sonza e Sorriso Maroto.

“Eu sempre fui muito fã dos dois, desde a época que eu fazia cover, então, participar de um som ao lado deles - ainda mais com o pessoal da MALIBU, que são sempre muito receptivos e fazem um trabalho incrível juntando artistas - é um sonho realizado. No final, eu agradeço demais a toda equipe, ao Gaab e o Ferrugem, que me abraçaram não só como artista, mas como amigo. A música está linda demais, tenho certeza que todo mundo vai curtir", conta Vitão.

    Já para Gaab, “participar com esse time responsa, que eu tenho uma grande admiração, é muito gratificante. Honrado pelo convite e por fazer parte de Malibu com esses caras incríveis! Massa demais esse trabalho, ansioso pra ouvir do público o que eles acharam".

    Ouça "Onde Você Mora": https://youtu.be/7Bdi4-dEwj8



Texto: Thaís Fernandez.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Universal Music Brasil assina contrato com IZRRA, finalista do The Voice Brasil!

Foto: Divulgação



  Na noite de 18 de março, a Universal Music Brasil, a GTS, divisão global de gerenciamento artístico e produção de eventos da Universal Music, e IZRRA, finalista da edição 2020 do programa The Voice Brasil, fizeram a assinatura de contrato. Em uma celebração virtual, em decorrência da pandemia, estavam presentes o cantor seus empresários, Marcel Souza e Fernando Guina, Paulo Lima (presidente da Universal Music Brasil), Miguel Cariello (diretor da GTS), Henrique Bradke (diretor de A&R), Claudio Vargas (diretor comercial) e Danillo Ambrosano (diretor de marketing), além de parte da equipe da companhia.

“Eu quero agradecer à Universal Music, que está abrindo a porta para mim, acreditando no meu trabalho. Quando a gente confia na nossa missão aqui na terra é só esperar com sabedoria. E hoje estou aqui, nesse dia muito especial! Agradeço ao Paulo Lima, ao Miguel Cariello e toda a equipe da companhia. Vou me esforçar bastante, dar o meu melhor, encontrar esse hit aí e cantar para todo mundo, para que todos conheçam o IZRRA”.

   Paulo Lima também falou sobre a contratação: “Você tem um talento ímpar e tem ‘borogodó’. A gente sabe da situação delicada do país, do mundo, em função da pandemia, o quanto é difícil trabalhar um artista novo do zero sem ter todo ecossistema rodando. Mas vamos nos esforçar durante esse período com muito planejamento, estratégia e conteúdo, para começar a mostrar para o Brasil quem é você. Porque quando a porta e a comporta abrir, ninguém vai te segurar. Seja bem-vindo à família Universal Music Brasil!”.

“É muito legal porque o IZRRA já vem de algumas reuniões com toda a equipe da GTS e todo mundo já está se envolvendo com ele. O carisma dele e o jeito como ele cativa as pessoas é absurdo! É o tal do Borogodó que o Paulo fala”, disse Miguel Cariello.

    Nascido na baixada fluminense, no Rio de Janeiro, IZRRA viu sua vida mudar após, simplesmente, fazer o que mais ama na vida: cantar. Em um passeio despretensioso de metrô, em 2016, o jovem começou a cantarolar impulsionado por amigos. Seu talento não só chamou atenção de todos no vagão como também despertou as pessoas, que o acompanharam com palmas, cantando em um só coro. O vídeo deste momento viralizou, mas essa foi somente a primeira de muitas vezes que IZRRA iria surpreender. O cantor iniciou o ano firmando parceria com a Ternário Music e em junho lançou seu primeiro single autoral, “Fico até tarde”. Mas o grande destaque de sua carreira até o momento ficou pa ra sua participação no The Voice Brasil, no qual foi finalista representando o Time Brown. Para 2021, o artista promete novas conexões, parcerias, músicas inéditas e muitas surpresas.



Texto: Gabriela Gimenes.



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

terça-feira, 6 de abril de 2021


Gritaram - me Negra  

Poeta:  Victoria Santa Cruz 

Fonte:  Caue Mathias
 

Tinha sete anos apenas,

apenas sete anos,Que sete anos!

Não chegava nem a cinco!
De repente umas vozes na rua

me gritaram Negra!
Negra! Negra! Negra! Negra! Negra! Negra! Negra!

"Por acaso sou negra?" – me disse
SIM!
"Que coisa é ser negra?"
Negra!
E eu não sabia a triste verdade que aquilo escondia.

Negra!
E me senti negra,
Negra!
Como eles diziam
Negra!
E retrocedi
Negra!
Como eles queriam
Negra!
E odiei meus cabelos e meus lábios grossos
e mirei apenada minha carne tostada
E retrocedi
Negra!
E retrocedi . . .
Negra! Negra! Negra! Negra!
Negra! Negra! Neeegra!
Negra! Negra! Negra! Negra!
Negra! Negra! Negra! Negra!

E passava o tempo,
e sempre amargurada
Continuava levando nas minhas costas
minha pesada carga

E como pesava!...
Alisei o cabelo,
Passei pó na cara,
e entre minhas entranhas sempre ressoava a mesma palavra

Negra! Negra! Negra! Negra!
Negra! Negra! Neeegra!

Até que um dia que retrocedia, retrocedia e que ia cair

Negra! Negra! Negra! Negra!
Negra! Negra! Negra! Negra!
Negra! Negra! Negra! Negra!
Negra! Negra! Negra!
E daí?

E daí?
Negra!
Sim
Negra!
Sou

Negra!
Negra
Negra!
Negra sou
Negra!
Sim
Negra!
Sou
Negra!
Negra
Negra!
Negra sou

De hoje em diante não quero
alisar meu cabelo
Não quero
E vou rir daqueles,
que por evitar – segundo eles –
que por evitar-nos algum disabor
Chamam aos negros de gente de cor
E de que cor!

NEGRA
E como soa lindo!
NEGRO
E que ritmo tem!
Negro Negro Negro Negro
Negro Negro Negro Negro
Negro Negro Negro Negro
Negro Negro Negro
Afinal
Afinal compreendi
AFINAL
Já não retrocedo
AFINAL
E avanço segura
AFINAL
Avanço e espero
AFINAL
E bendigo aos céus porque quis Deus
que negro azeviche fosse minha cor
E já compreendi
AFINAL
Já tenho a chave!
NEGRO NEGRO NEGRO NEGRO
NEGRO NEGRO NEGRO NEGRO
NEGRO NEGRO NEGRO NEGRO
NEGRO NEGRO
Negra sou!



Este poema foi escrito originalmente em espanhol. 

Post: Marta Quintiliano 

Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Compartilhe nossas matérias e/ou artigos em suas redes sociais. Nos apoie!