Pular para o conteúdo principal

.

.

Assista nossa Transmissão ao vivo aqui, clicando no Player. Atualize sua página se for necessário.

Audiência

.

.

Fale conosco, estamos on-line!

.


PLAYER / PROGRAMAS E VÍDEOS CLIPS - DESTAQUES

.

Tradutor

.

Pesquise aqui seus interesses.

.

Ligue ao vivo em nossa rádio e fale conosco.

Reprises

Siga nossa rádio.

Curta nossa Página no Facebook.

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest



    "Você não entende, quando eu era menor…" e é assim que a justificativa vazou desse plano.

    "I See You" (A espreita do Mal). Quando eu falei sobre "Fuja" acabei esquecendo de falar sobre algo que sempre me incomodou, quem é que dá os nomes em Português pelo amor de Deus?!?!

    Ok tem muito título por aí que não dá para traduzir, mas cara "Eu vejo Você" tá pronto já aí a hora que alguém lançar um "Stalk of Evil" vão dar o nome de "Eu Vejo Você" aqui no Brasil, tem vários exemplos, mas para não alongar vou nos mais rápido de lembrar :

    The Hangover  = Se Beber não Case( 2009)
    Hot Tub Time Machine = A Ressaca(2010)

    Get Out = Corra!(2017)
    Run = Fuja(2020)

   Sendo que em ambos os casos o título original tem uma melhor ligação com o filme, assim como o caso do filme de hoje. Por que Brasil?! Por queeeeee!?! (tô sabendo que Portugal e Coréia também dão dessas hehehe)

    Mas agora falando do filme, bom dessa vez eu posso dizer que tive uma experiência mais completa quanto a atmosfera do filme, pois a Sra. Kong me falou que queria assistir um filme de Terror e sinceramente, eu sou bunda mole de mais da conta, não assisto terror, não tenho medo de Kaeju, Dragões, Mutações, Zumbis e muito menos de Humanos, mas fantasmas e Demônios e etc… Eu não posso socar então prefiro ter medo ou pelo menos respeitar seriamente, vocês lá e eu cá, filme de terror pra mim só "O Ritual" (2011) e "Livrai-nos do Mal" (2014), e ainda assim só durante o dia. Obrigado.

    O filme te apresenta uma cidade, cores e trilha típicas de um filme de terror e situações das quais todos estão já acostumados a esperar o típico susto dos Scary Movies de hoje em dia, mas se esse filme é terror, ele te surpreende com a falta de susto genéricos e te dá o gostinho do que para esse covarde aqui é o verdadeiro terror, que é te deixar amedrontado sem saber o que vai rolar, ou o que diacho tá rolando. Mas com a certeza que tem alguma coisa aterrorizando aquelas pessoas e quando a coisa aparece, ela não pula na tela e quase te causa um infarto por culpa da quantidade de gordura que você ingere e sua mulher já te avisou que vai entupir suas veias tudo hahahaha. Mas ainda assim vocês diz "que viagem é essa maluco!!".

    E se por acaso esse filme não for um filme de terror, mas sim um suspense, bem, ele te engana algumas vezes porque se o que mata não é sobrenatural então porque canecas voam, talheres somem, TVs Ligam sozinhas e fotos desaparecem?

    E mais ainda, o que a investigação policial do assassino da faca verde tem a ver com tudo isso e com os problemas da família principal?

    Muita pergunta né?

    Mas não se preocupe o filme responde tudo e de uma forma bem legal até, você assiste o filme quase que todo, aí você vê o antagonista e o filme para, aí começa um novo filme, um filme que te explica tudo que você viu aí tem um plot, outro plot e no fim pega a explicação típica de porque o vilão é o que é e mata ela, só achei justo, quem na vida real quer saber o motivo pelo qual algo que te fez mal fez Mal? A gente só quer é mandar para tonga da mironga do Kabuletê (se isso tiver algum significado fora disfarçar o palavrão por favor me contem, minha Mãe e tios precisam saber que existe).

   Eu queria ter o que falar dos personagens, mas a Helen Hunt nesse filme tem cara de nada até quando alguma coisa acontece e nem sei se daria para justificar.

   Judah Lewis é um adolescente que deveria estar revoltado/fechado por conta da situação dos pais, mas como a importância dele é só levantar a dúvida se é ele que tá aprontando ou não então o roteiro optou por não mostrar mais sobre ele e bora combinar que foi uma boa escolha no fim das contas.

    Jon Tenney, ah ele é o Policial mau, parceiro do policial bom, vocês vão entender. No fim mesmo quem tinha que entregar e entregou foi Owen Teague, ele te deixa tipo "maluco esquisito" depois "aff que babaca" e depois "eita… péra..."

    E o filme chega no fim assim, não pude sair acertando tudo do filme porque já fui assistir com medo e não tô nem aí para sinopses porque se eu ler aí que estrago a experiência de todo mundo mesmo porque acerto tudo que vai rolar(não eu não acertei "O Sexto Sentido 1999" e nem você, deixa de pagar de inteligente) e também porque duvido muito que muita gente vai entender o filme antes da hora, Devon Graye e Adam Randall souberam como escrever e como dirigir de maneira inteligente.



Por: K. Kong



Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Comentários

Compartilhe nossos artigos e matérias em suas redes sociais.

Postagens mais visitadas deste blog

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest      E ai pessoal como vocês estão?      Eu sei que 2020 já acabou, mas como ele não foi feito só de coisa ruim resolvi conversar com vocês também sobre o Melhor filme de 2020      Eu quase quase quase vim falar sobre O Resgate ou O Poço, mas o filme do Ano vai além da ação lindamente coreografada ou da história interessante e repleta de simbologia e claro, só poderia ser um filme dirigido por um mestre que na real sim tão importante quanto Scorsese, Spielberg e esses outros monstros que são falados o tempo todo.      "Eu acho que, os Estados Unidos nos deve, nós construimos essa merda!" Pois é Norman dívida histórica é um ponto em tudo que o Brasil também nos deve, construímos e fizemos história aqui mas são os colonizadores que tem estátuas e imagina você que aqui homens e mulheres negros que estão nos livros de história são mostrados como brancos.      Sim, eu estou falando de um filme directed by Spike Lee, que fala sobre a guerra do Vietnã como você com

Novo programa estreia na Rádio Boa Música FM essa Quarta-Feira. 

Novo programa estreia na rádio boa música FM essa Quarta-Feira.   O programa semeando a palavra de Deus. Visa falar com toda a população do Capão redondo principalmente e adjacentes claro. Levando a palavra de Deus e alertando as pessoas da cumplicidade com ele e com nossos irmãos. Mediante a tantas dificuldades que estamos passando com a pandemia. Todo esse caos a falta de amor. Amor próprio e amor pelo próximo. Faz com que a nossa população cada vez mais seja refém do ódio, da doença, da dor, da hipocrisia, do preconceito e da materialização dos sentimentos secundários sentimento esses que acabam desunindo e em um  momento tão crítico que deveria nos unir, faz ao contrário. Através do programa Semeando a palavra de Deus, na rádio Boa Música FM, que será transmitido às 19:00, da 19 às 20:00 da quarta-feira Vamos falar com todos vocês irmãos e irmãs. Que podem nos apenas nos ouvir? Ou se quiserem nos assistir e fazer parte desse programa. Mandando mensagem através do nosso chat

Margareth Menezes homenageia Capinam

Margareth Menezes homenageia Capinam Cantora baiana participa de uma entrevista na Rádio Boa Música FM e solta a voz numa bela canção em homenagem ao eterno Capinam.             Numa recente visita à Rádio Boa Música FM, para uma entrevista, a cantora baiana Margareth Menezes fez uma homenagem ao poeta, músico brasileiro e imortal da Academia de Letras da Bahia - José Carlos Capinan. Com a música “Chão de Pedras”, lançada na Rádio Boa Música FM e que já é sucesso na programação da mesma, Margareth faz um dueto com Jair Luz. A produção ficou a cargo de Humberto Miranda, que também produz, artisticamente e musicalmente, a Casa de Show Carioca Club e o programa Rádio Boa Música FM. Além destes dois espaços, Humberto é diretor artístico do selo “Samba em Movimento” na gravadora Kuarup Produtora. Entusiasmada com a entrevista, Margareth Menezes disse que em breve retornará aos programas Rádio Boa Música FM, que por sinal é um dos programas que mais tocam as canções da cantora baia