Pular para o conteúdo principal

Assista nossa Transmissão ao vivo

Audiência

.

.

Fale conosco, estamos on-line!

.


PLAYER / PROGRAMAS E VÍDEOS CLIPS - DESTAQUES

.

Tradutor

.

Pesquise aqui seus interesses.

.

Ligue ao vivo em nossa rádio e fale conosco.

Reprises

Siga nossa rádio.

Curta nossa Página no Facebook.

Uma ilusão que transformaremos em realidade

Uma ilusão que transformaremos em realidade

Imagem do Google


    A jovem democracia brasileira é uma ilusão. Você talvez não entenda porque chamo de ilusão nossa jovem e capenga democracia, pois eu explico. Até o dia de hoje o crime que tirou a vida de uma mulher negra, bissexual, eleita para vereança do Rio de janeiro com mais de 40 mil votos ainda não foi resolvido. O mandante não foi preso. E a impunidade ainda reina. Jean Wyllys um Deputado Federal gay, legitimamente eleito se viu obrigado a renunciar de seu cargo e sair do país pois não suportou tanta insegurança e ameaças de morte, que também atingia sua família. Jean conta que recebia fotos tiradas da casa onde mora sua mãe, dizendo que iam “fuzilá-la”. Como pode um deputado receber estas ameaças e ninguém ser punido? Como pode uma vereadora eleita ser morta com tiros na cabeça e o mandante não ser punido? Como eu chamo um sistema que permite isso? Democracia? Há algo em comum nestes dois casos de violência: Os dois parlamentares eram LGBTQIA+ e isso é um fator extremamente relevante no país que mais matam LGBTs no mundo.

    O professor da USP e filósofo Vladimir Safatle disse em uma entrevista que deu tempos atrás que: “A democracia brasileira é geograficamente limitada”. Ou seja, ela está presente apenas em determinados bairros de classe média e alta, e inexiste em periferias e favelas. Acredito que só vivem naquilo que mais próximo chamamos de democracia, homens héteros, brancos e ricos no Brasil. Enquanto aos pobres, negros, mulheres, LGBTs, ou seja, a maior parcela da sociedade brasileira, é destinada à exclusão, perseguição política - e muitas vezes - morte violenta.

    É urgente que discutamos democracia nesse país. Porém, precisamos ampliar nosso entendimento do que seja essa palavra. Não podemos apenas entender um regime como democrático apenas porque vamos de dois em dois anos escolher nossos governantes. Democracia deve - e vai – muito além disso. Envolve direitos humanos, saúde pública e educação de qualidade, moradia digna, emprego com bons salários e redução expressiva da desigualdade social.

    Para isso, apelo para nossa imaginação e nossa potência criativa, precisamos mais do nunca, construir nossa verdadeira democracia, algo que o Brasil nunca teve, e por isso parece impossível de realizar. Não é. Não pode ser. Devemos construir o país que tantos LGBTs lutaram para viver, mas infelizmente não conseguiram. Lutar pelo nosso futuro nunca será em vão. Não morremos apenas quando nosso coração para de bater, morremos também quando nosso senso de justiça social não nos move mais. É isso que eles querem, que além de perdemos nossos direitos, percamos também nossa esperança de um mundo melhor. Não conseguirão.

Iremos transformar o que hoje é uma ilusão em uma vitoriosa, feliz e plena realidade.

Desistir nunca foi uma opção para nós – e nunca será. 

By Davi D'Ávila 

Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Comentários

Compartilhe nossos artigos e matérias em suas redes sociais.

Postagens mais visitadas deste blog

Papo sobre cinema!

Fonte: Pinterest      E ai pessoal como vocês estão?      Eu sei que 2020 já acabou, mas como ele não foi feito só de coisa ruim resolvi conversar com vocês também sobre o Melhor filme de 2020      Eu quase quase quase vim falar sobre O Resgate ou O Poço, mas o filme do Ano vai além da ação lindamente coreografada ou da história interessante e repleta de simbologia e claro, só poderia ser um filme dirigido por um mestre que na real sim tão importante quanto Scorsese, Spielberg e esses outros monstros que são falados o tempo todo.      "Eu acho que, os Estados Unidos nos deve, nós construimos essa merda!" Pois é Norman dívida histórica é um ponto em tudo que o Brasil também nos deve, construímos e fizemos história aqui mas são os colonizadores que tem estátuas e imagina você que aqui homens e mulheres negros que estão nos livros de história são mostrados como brancos.      Sim, eu estou falando de um filme directed by Spike Lee, que fala sobre a guerra do Vietnã como você com

Novo programa estreia na Rádio Boa Música FM essa Quarta-Feira. 

Novo programa estreia na rádio boa música FM essa Quarta-Feira.   O programa semeando a palavra de Deus. Visa falar com toda a população do Capão redondo principalmente e adjacentes claro. Levando a palavra de Deus e alertando as pessoas da cumplicidade com ele e com nossos irmãos. Mediante a tantas dificuldades que estamos passando com a pandemia. Todo esse caos a falta de amor. Amor próprio e amor pelo próximo. Faz com que a nossa população cada vez mais seja refém do ódio, da doença, da dor, da hipocrisia, do preconceito e da materialização dos sentimentos secundários sentimento esses que acabam desunindo e em um  momento tão crítico que deveria nos unir, faz ao contrário. Através do programa Semeando a palavra de Deus, na rádio Boa Música FM, que será transmitido às 19:00, da 19 às 20:00 da quarta-feira Vamos falar com todos vocês irmãos e irmãs. Que podem nos apenas nos ouvir? Ou se quiserem nos assistir e fazer parte desse programa. Mandando mensagem através do nosso chat

Margareth Menezes homenageia Capinam

Margareth Menezes homenageia Capinam Cantora baiana participa de uma entrevista na Rádio Boa Música FM e solta a voz numa bela canção em homenagem ao eterno Capinam.             Numa recente visita à Rádio Boa Música FM, para uma entrevista, a cantora baiana Margareth Menezes fez uma homenagem ao poeta, músico brasileiro e imortal da Academia de Letras da Bahia - José Carlos Capinan. Com a música “Chão de Pedras”, lançada na Rádio Boa Música FM e que já é sucesso na programação da mesma, Margareth faz um dueto com Jair Luz. A produção ficou a cargo de Humberto Miranda, que também produz, artisticamente e musicalmente, a Casa de Show Carioca Club e o programa Rádio Boa Música FM. Além destes dois espaços, Humberto é diretor artístico do selo “Samba em Movimento” na gravadora Kuarup Produtora. Entusiasmada com a entrevista, Margareth Menezes disse que em breve retornará aos programas Rádio Boa Música FM, que por sinal é um dos programas que mais tocam as canções da cantora baia