Pular para o conteúdo principal

.

.

Assista nossa Transmissão ao vivo aqui, clicando no Player. Atualize sua página se for necessário.

Audiência

.

.

Fale conosco, estamos on-line!

.


PLAYER / PROGRAMAS E VÍDEOS CLIPS - DESTAQUES

.

Tradutor

.

Pesquise aqui seus interesses.

.

Ligue ao vivo em nossa rádio e fale conosco.

Reprises

Siga nossa rádio.

Curta nossa Página no Facebook.

Papo Sobre Cinema!

Fonte: Pin.it.com




    "Eu amo VOCÊ!!!!!"

    "Eu amo você também!"

    Pois é em um filme onde temos fases como "Já provei sangue antes e não é assim" ou "As pessoas adoram Serial Killers" esse diálogo acima aconteceu e você vai ter que assistir para entender, hahahahaha...

    Antes de falar brevemente sobre o filme que estreia hoje aliás, gostaria soltar uns elogios gratuitos, a Rede Cinemark está de parabéns, terça feira foi feita uma sessão de pré estréia do filme, quem foi ganhou uns brindes e um making of do filme muito bom por sinal, além claro de uma sala tematizada, estava muito legal. Mas algo que eu achei mais legal era que tinha um segurança na sala, ele com certeza estava lá para garantir que ninguém pegasse um dos brindes de outras pessoas, mas como vocês bem já sabem, eu defendo a volta dos "lanterninhas", porque tem gente que simplesmente acha que tá em casa e fica no celular durante as sessões, não sei se foi porque ele estava lá, mas dessa vez, amém, não teve uma alma atormentando que queria assistir. De qualquer forma obrigado Cinemark a experiência foi ótima, ficarei feliz se puder ganhar duas entradas dessas para uma próxima, hahaha... Vai ter próxima né?

    Venom: Let There Be Carnage (Venom: tempo de Carnificina), estreia hoje e dessa vez vamos falar sobre ele ainda quentinho na sua mente, queria muito ter feito isso com o filme Doutor Gama ou deixar para o King Richard, mas nem assistir eu consegui ainda e como eu vou tentar não spoilar ninguém que liga então prometo que não vou contar que o Knull está no filme, hahahaha... Zuera, não vou dar spoilers mesmo.

    Em 2018 eu e senhora Kong fomos ver Venom e aumentar minha coleção de copos de filmes e confesso que não esperava muita coisa do filme, a crítica não tava falando muito bem, eu achei a geleca preta bombada meio esquisita nos trailers, mas era o Venom, uma vez vilão, depois herói, aí vilão de novo e agora Letal Protector, quase o Barão Castor (não entendeu? É porque você não manja de Nickelodeon, procura aí Os Castores Pirados 1997), e claro que eu gosto dele, continuei achando o CGI esquisito, mas o filme compensou muito se pra mim Tobey Maguire foi o melhor Peter Parker, Tom Hardy com toda certeza é o Eddye Brock, a diferente é que ele também é um Ótimo Venom né, por tanto saí do cinema contente de mais.

    Dessa vez não vou dizer que esperava muito do filme, mas já tinha certeza do que queria ver, principalmente porque dessa vez o diretor da aparada é o monstrão Andy Serkis e vou dizer, o cara deixou bem claro que ele é o mestre dos magos na captura de imagem e brilha na direção. Poder ver as brigas, os cortes e furos durante o filme já é um grande ponto positivo, imagina agora saber adaptar um vilão como Carnage em um filme de Classificação para 13 anos, só pelo nome do cara a classificação já devia subir pelo menos a +16! Eu mesmo se fosse dirigir um filme desse, ia transformar em um filme de terror e fazer o máximo para ficar tão pesado quanto.. é… eu ia dizer O Ritual (2011), O Exorcista (1973), mas eu não assisto terror mesmo então faria o máximo para eu não querer assistir meu próprio filme, hahahaha...

    E olha, ele entrega um filme PG-13 com um vilão interpretado por Woody Harrelson, que é um cara que você sabe que te faria molhar as calças tanto de rir quanto de medo e o filme não fica ruim, aliás é um filme tenso em certos momentos e só não chega a ser o tempo todo por termos Vemon, apesar dele ainda me parecer uma geleca preta, contrário ao Carnage que ficou muito melhor aos meus olhos, o Venom tem seu carisma e seus Muitos momentos divertidos, nem parece que come cabeças as vezes, hahahaha...

    Sobre Cletus Kasady, é como eu disse, Woody Harrelson foi a melhor escolha, não consigo pensar hoje em um ator melhor para o papel, ficou faltando na minha imaginação só uma gargalhada aguda estilo unha na lousa, mas quem é que liga não é mesmo, o importante é que não é nada difícil você olhar o filme e enxergar nele alguns aspectos de um Serial Killer, o que é bacana, pois o filme é limitado de novo pela Classificação, não pode ser mais visceral e jogar na nossa cara o quão terrível o cara é, então a solução é jogar uns desenhos, umas menções e claro uma interpretação que nos dê esse gostinho e bem eu gosto do cara e convenhamos ele tem uma cara de maluco, hahahaha...

    Shriek vivida por Naomie Harris, não tem muito destaque no filme, na verdade ela quase quase acaba virando um personagem que não faria falta, mas esse não é o papel dela, tem gente lá que só serve para levar tapa na cara do Venom e não é ela, é doida e serve bem ao seu propósito de par romântico doida de pedra hahahaha, mas existe algo que eu tenho que comentar, o filme não revela a origem dos poderes dela e para quem já pesquisou na internet ou conhece a personagem nos quadrinhos sabe que ela é uma mutante. Tem outras coisas que são jogadas assim despretensiosamente no ar, como se nada estivesse acontecendo, coisas que me fazem pensar: "Será que a Sony pretende mesmo não continuar com a parceria com a Marvel Estúdios? Tem umas paradas ali que se eles continuarem assim vai ser melhor deixar essa parceria render uns anos porque vai dar bom."

    Enfim Venom: Tempo de Carnificina é um filme legal, tá bom tá bom é um filme bom, mas não me empolgou as possibilidades do que pode vir por aí com essa aura de dúvida que a Sony deixa nas cabeças dos Nerd fãs, dá uma brochada mesmo com toda qualidade que o filme trás em matéria de direção e atuação, a classificação só atrapalha se você for igual eu e ficar pensando o quanto esse filme poderia ser melhor se fosse pelo menos +16, porém vale muito a pena assistir, tem coisas que eu queria falar aqui mas só vou dizer o seguinte… não vai embora antes da cena pós crédito por favor, pra quem faz parte da bolha.. é, é isso mesmo que vc pensou aí, para quem não é, só fica no cinema tá, é uma cena só e você vai curtir.



Por: K. Kong




Se esse conteúdo foi útil para você, deixe seu comentário, participe, inscreva-se, dê um like e compartilhe em suas redes sociais.

Comentários

Compartilhe nossos artigos e matérias em suas redes sociais.

Postagens mais visitadas deste blog

Renan Kneipp, uma das apostas da música pop/R&B brasileira, acaba de lançar seu primeiro EP, '1/4'!

Fotos: Tarricone.   Novo artista da música pop brasileira, Renan Kneipp acaba de lançar seu primeiro EP, '1/4', com os singles 'Save the Little Boy' e 'Carente', além de 3 músicas novas que não vão sair da sua cabeça.   Renan Kneipp, finalmente, lançou seu primeiro EP, '1/4', que vem sendo trabalhado desde março, com o lançamento dos singles contagiantes Save the Little Boy e Carente. O projeto conta a história de uma pessoa em busca de própria identidade enquanto vive experiências marcantes e sensíveis no mundo real. Tudo isso com bastante energia e autenticidade enquanto o cantor explora combinações e ritmos diferentes. Agora, com o lançamento de '2 de janeiro', 'A Gente Se Vê' e 'Santo', o artista conclui a narrativa do projeto apresentando um novo lado seu: um lado sensível e independente com boas expectativas para um novo ciclo, enquanto celebra a jornada de seus 25 anos.  '1/4' é uma história que todos nós conseguimo

The Realness Festival: Vencedoras de RuPaul’s Drag Race All Stars, ALASKA THUNDERFUCK e KYLIE SONIQUE se apresentam no Brasil em 2022!

Fotos: Divulgação.   Prometendo ser o maior festival drag da América Latina, evento também receberá nomes como Jujubee, Trinity K Bonet, Denali Foxx, Tatianna, Rajah O' Hara e Roxxxy Andrews, que fizeram sucesso no reality.   A cidade de São Paulo está prestes a receber alguns dos maiores nomes de Ru Paul´s Drag Race, do universo drag e da comunidade LGBTQIA+. Arrastando multidões por onde passa, o time encabeçado por Alaska Thunderfuck e Kylie Sonique – vencedoras da segunda e a sexta (última) temporada da edição All Stars de RuPaul´s Drag Race – chegam à capital paulista para apresentação única. Além das campeãs, nomes inesquecíveis como Jujubee, Trinity K Bonet, Denali Foxx, Rajah O' Hara, Tatianna e Roxxxy Andrews, trazem ao Brasil toda energia e performances conhecidas no programa. As apresentações acontecem no The Realness Festival, que promete ser o maior festival drag da América Latina, que acontece na Audio, no dia 13 de agosto de 2022. Os ingressos já estão à venda. F

Papo Sobre Cinema!

Fonte: Pin.it.com    "Obrigado Chadwick pelo o que fez por nós!" Disse uma mulher Negra emocionada enquanto o abraçava em um programa de TV que colocou o ator atrás de um cartaz do filme Pantera Negra.      Que tal um papo diferente nesse fim de mês?      Vamos falar sobre representatividade, acho que vocês já estão prontos para essa conversa, se não estão geralmente é porque são Homens Héteros Cis e Brancos e nesse caso, bem, leia mesmo porque você precisa até mais que os outros consumir esse tipo de conteúdo, hahahaha...      Antes de chegarmos na Representatividade precisamos primeiro entender outras duas coisas, primeiro a 7ª arte, para fazer cinema e Tv é preciso saber que você precisa provocar reações visuais e auditivas para então criar um sentimento no seu público e tudo isso é feito de acordo com sua intenção, com os signos que você escolhe usar, a sua visão deve cativar a atenção do público e no começo era menos complexo, bora de exemplo:      Em 1896 os irm